Opiniões e percepções dos ortopedistas brasileiros em relação ao impacto femoroacetabular

Objetivo: Examinar a opiniões dos ortopedistas brasileiros sobre o diagnóstico e tratamento do impacto femoroacetabular.

Métodos: O questionário foi enviado para várias sociedades ortopédicas ao redor do mundo, incluindo a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). Este questionário foi enviado eletronicamente e incluiu questões em vários tópicos relacionados ao impacto femoroacetabular

Resultados: 253 ortopedistas brasileiros responderam ao questionário. 68.9% trabalhavam em consultórios privados e 23.1% em instituições acadêmicas. Dor durante a rotação do quadril é o achado mais importante na história clínica segundo 81.8% dos entrevistados, e o sinal do impacto anterior é o achado mais importante do exame físico segundo 88.2%. O tratamento inicial é a fisioterapia de acordo com 86.2%. O tratamento cirúrgico deve ser a artroscopia de quadril segundo 38.8%, e a luxação controlada do quadril segundo 14.7%.

Conclusão: Ortopedistas brasileiros apresentaram opiniões sobre o impacto femoroacetabular similares aos seus colegas internacionais. Há uma considerável discrepância entre as respostas, demonstrando a necessidade de futura investigação do impacto femoroacetabular, com o objetivo de instituir os protocolos de tratamento e diagnóstico adequados.

Confira o artigo completo