Aulas do Evento Impressão 3D em Ortopedia – Hospital Albert Einstein

Hoje, dia 28 de agosto de 2019, ocorre na Eretz.Bio o evento Impressão 3D na Ortopedia. Será com certeza um evento muito bacana sobre os avanços desta área tão interessante e inovadora, contando com grandes palestrantes.

Eu darei 2 aulas: ” Abrindo a Cabeça para Inovação” e “Implantes Customizados para Ortopedia”. Deixo aqui disponível os pdfs das aulas para download. Também coloquei um link para um arquivo no google drive com artigos científicos sobre implantes customizados em ortopedia.

Espero que gostem. Grande abraço!

Aula Abrindo a Cabeça para Inovação

Aula Implantes Customizados na Ortopedia

Arquivo com Artigos Científicos sobre Impressão 3D

Aulas do Congresso Brasileiro de Trauma do Esporte 2019

 

 

 

Nos dias 16 e 17 de agosto ocorre no Rio de Janeiro o congresso da SBRATE (Sociedade Brasileira de Trauma do Esporte). Evento que sempre é de alto nível e muito proveitoso. Nos 2 dias de evento, ortopedistas e médicos do esporte discutem diversos aspectos da prevenção e tratamento das lesões esportivas.

 

Apresentarei 2 aulas sobre lesões esportivas do quadril: “Os Desafios no Diagnóstico e Tratamento da Pubalgia nos Atletas” e “Impacto Femoroacetabular – Tênis”. Compartilho aqui o pdf das duas apresentações. Espero que seja uma leitura útil e proveitosa.

 

Grande abraço,

Leandro

 

Aula SBRATE Pubalgia Leandro Ejnisman 2019

Aula SBRATE IFA Tenis Leandro Ejnisman 2019

Microinstabilidade do quadril: uma causa pouco conhecida de dor

A micronstabilidade do quadril é uma doença que foi descrita recentemente. Ela é causada por uma frouxidão dos ligamentos do quadril, principalmente do ligamento da frente, conhecido como iliofemoral. Não se sabe ao certo a causa desta frouxidão mas ela ocorre em pacientes com frouxidão ligamentar generalizada (pessoas com muito alongamento), e pessoas que praticam atividades físicas com muita extensão e rotação do quadril, como o ballet.

A microinstabilidade do quadril é muito mais frequente em mulheres. A queixa principal é dor. A paciente também pode sentir o quadril desencaixado, ou que o quadril sai do lugar. Estalos também são frequentes.

O diagnóstico é feito com a história, exame físico, radiografia e ressonância magnética. O tratamento inicial é feito com repouso, medicações anti-inflamatórias e fisioterapia. Na fisioterapia, o foco principal é o fortalecimento muscular, que ajudará na estabilização pélvica e do quadril. Na falha do tratamento conservador, está indicada a cirurgia. Na artroscopia do quadril a lesão do lábio acetabular (que normalmente acompanha a microinstabilidade) é reparada. Em pacientes que possuem impacto femoroacetabular associado à microinstabilidade, as deformidades são corrigidas. Por fim, uma plicatura capsular trata a microinstabilidade através do retensionamento dos ligamentos do quadril.

A microinstabilidade foi o principal foco do meu pós-doutorado ano passado em Stanford (EUA). Publicamos um artigo sobre a microinstabilidade na Newsletter da ISAKOS (Sociedade Internacional de Traumatologia Esportiva) que está anexado nesse post. Também estudamos os resultados do tratamento nã0-cirúrgico da microinstabilidade, e os resultados clínicos após 5 anos do tratamento cirúrgico. Mais de 60% dos pacientes foram tratados com sucesso com a fisioterapia, sem necessidade de cirurgia. Os resultados clínicos do tratamento cirúrgico se mantém excelentes após 5 anos de acompanhamento.

Artigo na Newsletter da ISAKOS (página 34)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Artroscopia de Quadril para Retirada de Bala Intra-Articular

Neste artigo científico, publicado recentemente na revista SAGE Open Medical Case Reports, relatamos uma indicação inusitada de uma artroscopia de quadril.

Um paciente de 35 anos foi vítima de um tiro. O projétil entrou pelo abdome e necessitou de cirurgia de urgência para tratar uma perfuração abdominal. Então, ele apresentou dor no quadril e foi diagnosticado que o projétil estava dentro da articulação (junta do quadril). O Dr Fernando Ferro de Goiânia, operou este caso de maneira artroscópica, retirando a bala de maneira minimamente invasiva. A foto demonstra o projétil, cravado na cartilagem do acetábulo. Após 2 anos de seguimento o paciente encontrava-se bem e sem queixa de dor no quadril.

A artroscopia de quadril é uma cirurgia que possibilita a retirada de corpos estranhos da articulação do quadril de modo muito menos agressivo do que a cirurgia aberta convencional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto completo do artigo científico