Posts

displasia do quadril

Displasia do quadril: aula e discussão biomecânica

No dia 11 de agosto de 2020, o Dr Leandro Ejnisman participou do webinar sobre displasia do quadril do adulto do Clube Científico IBTS.

A displasia do adulto é uma doença caracterizada por uma menor cobertura do quadril pela bacia. Um jeito de explicar é que a cabeça do fêmur é menos encaixada na bacia.  A displasia é uma causa importante de dor no quadril do jovem e pode inclusive causar desgaste (osteoartrose) precoce da articulação.

O tratamento da displasia é inicialmente conservador, ou seja; por meio da fisioterapia. Na falha do tratamento conservador, realiza-se uma cirurgia chamada osteotomia periacetabular. Nesta cirurgia, o ortopedista reposiciona a articulação do quadril, melhorando o encaixe da cabeça femoral.

Nesta aula, também foi apresentado um caso de displasia, demonstrando as melhoras biomecânicas da paciente após a cirurgia. Os resultados desta cirurgia são realmente excelentes.

Se deseja aprender mais sobre as doenças do quadril e seus tratamentos, leia os textos do site e siga o Dr Leandro Ejnisman em seu canal do YouTube.

impacto femoroacetabular o que e

O que é impacto fêmoro-acetabular?

O que é impacto fêmoro-acetabular?

O impacto do quadril é uma causa comum de dor em pacientes jovens e ativos. Ele é causado por alterações sutis na anatomia do acetábulo (encaixe do quadril na bacia) e do fêmur. Existem 3 tipos de impacto: came, pincer e misto.

O impacto tipo came é relacionado ao fêmur. A transição da cabeça do fêmur em relação ao colo do fêmur deve ser sutil. Qualquer anormalidade dessa região, que forma uma espécie de corcova no local, pode gerar impacto.

O impacto tipo pincer, também conhecido em português como torquês, é relacionado ao lado do acetábulo (bacia). O acetábulo normal olha para frente (antevertido). Algumas alterações locais deixam o acetábulo retrovertido (olha para trás).

O terceiro tipo de impacto é o misto, que apresenta características do came e pincer.

No vídeo, o Dr Leandro explica com detalhes sobre oque é o impacto fêmoro-acetabular. Não se esqueça de seguir o canal do Dr Leandro Ejnisman no YouTube.

No site, você pode encontrar mais informações sobre as doenças do quadril e seus tratamentos.

 

remuneração ortopedia

Show me the money: remuneração na ortopedia

Como é a remuneração na ortopedia?

No oitavo episódio do Muito Além do Gesso, o Podcast da Ortopedia; Leandro Ejnisman, Andre Wajnsztejn e Noel Oizerovici Foni conversam sobre a remuneração na ortopedia. Ortopedista ganha bem? Essa é uma pergunta que muitos acadêmicos de medicina perguntam quando pensam nesta especialidade. Quer saber nossa opinião? Ouça o episódio na sua plataforma de podcasts preferida ou assista o vídeo no canal do YouTube.

Link para o podcast no Spotify.

Link para o canal do YouTube .

Site do Muito Além do Gesso .

 

ortopedista quadril perdizes

Consultório ortopedista especialista em quadril em Perdizes

O Dr Leandro Ejnisman é ortopedista especialista em quadril em Perdizes. Seu consultório fica na Rua Apiacás 85 – 3o andar no Hospital Israelita Albert Einstein – Unidade Perdizes. O Hospital Albert Einstein foi considerado este ano o 38o melhor do mundo pela Revista NewsWeek, único representante da América Latina. Conheça mais sobre a unidade Perdizes do Hospital Albert Einstein. Esta unidade avançada possui facilidade de acesso, com estacionamento no local, central de exames, e toda qualidade Einstein. Se seu convênio não possui cobertura no Hospital Albert Einstein, não se preocupe. O Dr Leandro também realiza procedimentos em diversos outros hospitais de São Paulo. Conheça mais sobre o Dr Leandro .

Se você tem uma dor no quadril, é importante uma avaliação adequada do seu problema. O ortopedista especialista em cirurgia do quadril pode te ajudar a investigar sua dor e chegar ao seu diagnóstico. Após o diagnóstico adequado, o tratamento irá começar, e pode ser baseado em diversos métodos: medicação, fisioterapia, infiltrações e eventualmente cirurgia. Se o seu caso for cirúrgico, o Dr. Leandro Ejnisman é ortopedista especialista em quadril, com vasta experiência em casos complexos, realizando cirurgias no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo há mais de 10 anos.

Agende sua consulta com o Dr Leandro Ejnisman no consultório de Perdizes no telefone (11)21518709. E em caso de dúvidas, fique a vontade para entrar em contato pelo formulário no fim da página.

Consultório no Google Maps

 

sintomas impacto fêmoro-acetabular

Quais são os sintomas do impacto fêmoro-acetabular?

Os sintomas do impacto fêmoro-acetabular são principalmente a dor no quadril e a diminuição da amplitude de movimento do quadril. O impacto do quadril é uma causa importante de dor no quadril, principalmente no atleta jovem, mas também pode acometer pessoas sedentárias.

Neste vídeo, publicado no canal do YouTube do Dr Leandro Ejnisman, ele explica sobre os sintomas do impacto fêmoro-acetabular e da lesão do lábio acetabular. O principal sintoma é a dor no quadril, principalmente na região da virilha, conhecida também como região inguinal. Esta dor pode ocorrer durante a atividade física, mas pode ocorrer após um ou dois dias da atividade física. É comum o sintoma de dor ao ficar sentado por longos períodos, como no avião, cinema, ou dirigindo.

O ortopedista especializado em cirurgia do quadril vai examinar o paciente durante a consulta e avaliar a amplitude de movimento do quadril. Um sinal importante é o sinal do impacto anterior, que é caracterizado pela dor no quadril durante o movimento de flexão, adução e rotação interna.

Não se esqueça de seguir o Dr Leandro no Instagram

Se você sente dor no quadril, agende sua consulta

quadril

O que é o quadril?

O que é o quadril?

Apesar desta pergunta parecer óbvia, a definição de quadril é diferente para a população leiga e para os médicos e fisioterapeutas. Quando nos referimos ao quadril, estamos falando da articulação entre a cabeça do fêmur e a bacia, na região do acetábulo. Esta articulação, que também é conhecida como coxo-femoral, fica na parte superior da coxa. Já a população leiga muitas vezes usa o termo quadril para indicar a região lombar ou mesmo da cintura.

Na região do quadril temos diversos ossos, ligamentos, músculos e outras estruturas importantes. Para saber mais detalhes, veja o vídeo do Dr Leandro Ejnisman no seu canal do YouTube. Siga o canal do Dr. leandro Ejnisman no YouTube e conheça mais sobre cirurgia do quadril. Também não se esqueça de seguir o Dr Leandro Ejnisman no Instagram.

Se você tem dor no quadril, agende sua consulta online. Se tiver dúvidas, fique a vontade para entrar em contato pelo formulário no fim da página.

 

ortopedista itaim quadril

Consultório ortopedista especialista em quadril no Itaim

O Dr Leandro Ejnisman é ortopedista especialista em quadril no Itaim. Seu consultório fica na Rua Joaquim Floriano 413 – 9o andar na Livance. A Livance é um co-working para profissionais de saúde, onde atendem médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, etc. O ambiente é moderno e agradável, temos certeza que você irá gostar.

Se você tem uma dor no quadril, é importante uma avaliação adequada do seu problema. O ortopedista especialista em cirurgia do quadril pode te ajudar a investigar sua dor e chegar ao seu diagnóstico. Após o diagnóstico adequado, o tratamento irá começar, e pode ser baseado em diversos métodos: medicação, fisioterapia, infiltrações e eventualmente cirurgia. Se o seu caso for cirúrgico, o Dr. Leandro Ejnisman é cirurgião de quadril, com vasta experiência em casos complexos, possuindo mais de 10 anos no Hospital das Clínicas da Universidade de são Paulo.

Agende sua consulta com o Dr Leandro Ejnisman no consultório do Itaim de maneira online. E em caso de dúvidas, fique a vontade para entrar em contato pelo formulário no fim da página.

mulher ortopedia

Lugar de mulher é na ortopedia: Ana Mazeto

Como é a ortopedia para uma mulher? A Ana Mazeto é aluna de medicina do 8o semestre da UNIFENAS de Belo Horizonte, e ela pretende ser ortopedista.

Recentemente, ela contou para os seguidores dela no Instagram que ela quer ser ortopedista e muita gente achou estranho. Infelizmente, muita gente ainda vê ortopedia como uma especialidade para homens. Conversamos com a Ana para saber porque ela escolheu ortopedia e como ela enxerga a mulher na ortopedia.

Neste episódio, fizemos algo diferente. A Ana também nos perguntou as dúvidas dela sobre ortopedia. Ela também trouxe perguntas dos seguidores dela do Instagram sobre ortopedia.

Não esqueça de nos seguir na sua plataforma preferida de podcast e no Instagram . Também nos assista no YouTube

Siga também a Ana no YouTube e no  Instagram

 

quanto tempo dura protese total de quadril

Quanto tempo dura uma prótese de quadril?

“Quanto tempo dura uma prótese de quadril?” Esta é uma das perguntas mais comuns que um cirurgião de quadril ouve em seu consultório no dia a dia. Quando um paciente está planejando submeter-se a uma cirurgia é natural que ele queira saber quanto tempo sua cirurgia vai durar.

O primeiro ponto que gosto de explicar aos pacientes é que a prótese de quadril não é suco de laranja, não tem data de validade. O que eu quero dizer com isso? Muitas pessoas pensam que após um determinado tempo, a prótese deverá ser trocada, independente do seu estado. Isto não é verdade. Após a realização da prótese de quadril, o paciente deverá realizar acompanhamento periódico de seu implante com radiografias. Desta maneira, algum desgaste poderá ser detectado inicialmente, e tratado de maneira mais precoce, diminuindo muito a complexidade da cirurgia de revisão (troca) dos componentes.

A troca será necessária quando algum dos componentes apresentar alguma forma de desgaste ou quebra, ou quando o osso ao redor da prótese estiver desgastado. Diversos fatores influenciam no tempo que isto demora para ocorrer. O grau de atividade do paciente é um dos fatores que influenciam. Além disso, força muscular, doenças associadas e qualidade da prótese implantada também influenciam na durabilidade da prótese total de quadril.

Mas afinal, quanto tempo dura uma prótese de quadril? Um trabalho recente publicado na Revista Científica Lancet estudou esta pergunta corriqueira. Trata-se de uma meta-análise, um trabalho científico que junta os resultados de outros trabalhos publicados. Quarenta e quatro artigos, totalizando mais de 13 mil próteses de quadril, foram incluídos. Destas artroplastias de quadril foram encontrados as seguintes taxas de sobrevida das próteses: 15 anos – 85,7% / 20 anos – 78,8% / 25 anos – 77.6%. Isto quer dizer que após 15 anos 85,7% dos pacientes não precisaram fazer cirurgia de revisão de prótese de quadril. O artigo do Lancet também analisou o resultado de registros nacionais de prótese. Esta análise incluiu mais de 200 mil próteses e encontrou números similares: 15 anos – 89,4% / 20 anos  – 70,2% / 25 anos – 57,9%.

Estes números são bastante animadores, mas é importante lembrar que um estudo que analisa a duração de uma prótese total de quadril após 25 anos, analisa o resultado de próteses realizadas há mais de 25 anos, portanto com uma tecnologia inferior a atual. Acreditamos que estes números serão ainda melhores no futuro, mas só com o acompanhamento destes implantes por anos a fio que poderemos responder esta pergunta.

Como conclusão, vemos que a prótese total de quadril apresenta uma duração excelente no longo prazo, com potencial de aumentar ainda mais no futuro. Também vemos a importância de um acompanhamento adequado da prótese de quadril após sua realização.

Em caso de dúvidas, agende sua consulta

Fonte: How Long does a hip replacement last? A systematic review and meta-analysis of case series and national registry reports with more than 15 years of follow-up. Lancet 2019; 393:647-54 Link para o artigo

duracao protese quadril

residencia ortopedia estados unidos

Um ortopedista brasileiro nos Estados Unidos

Muitos ortopedistas brasileiros pensam em como seria trabalhar nos Estados Unidos. No sexto episódio do “Muito Além do Gesso”, o Podcast da Ortopedia, conversamos com Cesar de Cesar Netto.

Cesar, conhecido como Pinhal, fez residência de ortopedia no IOT-HCFMUSP, onde também fez especialização em pé e seu doutorado. Atualmente é médico na Universidade de Iowa nos EUA.

Neste episódio, o Cesar nos conta como foi sua trajetória, como é sua vida como ortopedista nos EUA, e dá dicas para quem pensa em algum dia mudar para os EUA.

Gostou do nosso episódio? Não esqueça de deixar seu review na sua plataforma preferida de podcast, e de nos seguir no Instagram

www.instagram.com/podcast.ortopedia/